Blogagem Coletiva-Cena(s) de novela

A Mylla doIdéias de Milene ,propõe que falemos da cena preferida de novela.Assisti a inúmeras novelas na minha vida,e encontrar uma cena para falar seria difícil,para não dizer impossível.Então resolvi fazer uma lista das minhas cenas inesquecíveis de novela.Primeiro(e não é nostalgia),as novelas da década de setenta,oitenta e começo de noventa,são incomparavelmente superiores em todos os aspectos às novelas de hoje.Porque?Talvez pela necessidade que parecem ter de explicar o óbvio o tempo todo,diluindo o impacto psicológico de cenas que deveriam ser “emocionantes”.
Começando na década de setenta,”A Escrava Isaura”foi um acontecimento em termos de teledramaturgia.Quando se diz-o Brasil parava para assistir,podem acreditar,parava mesmo.Era a época em que os índices de audiência batiam em 80,90%,algo impensável hoje.Minha cena de “A Escrava Isaura”é a da morte de Rosa,que toma o ponche envenenado que era para Isaura-tudo muito melodramático,claro.Mas sou daqueles que adora um melodrama(nem só de Almodóvar vive o homem...).
As deliciosas comédias de Sílvio de Abreu foram de um nível nunca mais alcançado no Brasil.Fernanda Montenegro e Paulo Autran brilharam,especialmente na guerra de comida-ótima homenagem ao gênero pastelão.
“Que rei sou eu”(1989)mantém o cetro de uma das melhores novelas da história da TV.As cenas entre a rainha Valentine(Teresa Raquel) e o bobo da corte Corcoran(Stênio Garcia) são antológicas.Assim como a baronesa Lenilda(Dercy Gonçalves) que roubava a cena com cacos sempre inspiradíssimos.Uma fantástica sátira ao Brasil,ainda super atual.
A fabulosa “Renascer”(1993),uma das novelas mais intensas da globo,teve a famosa cena da morte de Maria Santa(Patrícia França),com ela,o coronelzinho(Leonardo Vieira),e a parteira Jacutinga(Fernanda Montenegro)deram um show de interpretação que fez o Brasil chorar rios de lágrimas.
E por fim,”Vale Tudo”(de Gilberto Braga),obra prima da teledramaturgia brasileira,com o “quem matou Odete Roitman?” e Marco Aurélio(Reginaldo Faria),o corrupto fugindo de helicóptero e dando uma banana emblemática para o Brasil.A novela da “Nova República”.
E certamente,na minha opinião,a melhor novela de todos os tempos-“Roque Santeiro”(1985),obra prima de Dias Gomes e Aguinaldo Silva.Todo um Brasil simbólico em todos os níveis estava ali.As melhores e piores características nossas como povo e nação mostradas de forma magistral,mágica.Trama perfeita,interpretações antológicas de Regina Duarte(viúva Porcina),Lima Duarte(Sinhozinho Malta),Ary Fountoura(Florindo Abelha),Ilva Niño(Mina) e Heloísa Mafalda(Dona Pombinha).A destacar as cenas de Cláudia Raia(Ninon) com o lobisomem(Professor Astromar-Ruy Rezende).



8 comentários:

Paulo Braccini

30 de abril de 2010 13:13
Permalink this comment

1

disse...

Que delícia isto ... já fui noveleiro desde o tempo de o Direito de Nascer da TV Tupi, Dr. Vaucourt [esqueci o nome da trama, acho que era o Preço de uma Vida??? será?], o Bem Amado, Saramandaia, Beto Rockfeller, Vale Tudo ... enfim tantas ... vou pensar nisto e um dia blogar tb ...

bjux

;-)

Valdeir Almeida

30 de abril de 2010 18:03
Permalink this comment

1

disse...

Da sua lista, destaco as novelas apresentadas no vídeo.

"Roque Santeiro" revolucionou a forma de fazer novelas. As grandes produções folhetinescas se rendera ao regionalismo.

Já "Que Rei Sou Eu" satirizou com maestria um momento político pelo que passava o Brasil. O momento mais marcante dessa novela, foi quando elegeram o Bode Zé para Primeiro Ministro.

Abraços, James, e um ótimo final de semana pra você.

1

disse...

Bela seleção James, me lembro de Que Rei Sou Eu muito vagamente, mas é sempre um nome que me vem a cabeça quando se fala de novelas, juntamente com Vamp - sem fazer comparações.

Pessoalmente sou noveleiro de carteirinha, e, mesmo a internet tendo tomado grande parte de meu tempo antes dedicado a tv - procuro acompanhar tudo o que é relevante.

Belo post, abraços.

1

disse...

Roque Santeiro foi uma das novelas que marcou a minha infância, pois a via religiosamente e até chorei quando acabou. Não entendia que toda história teria um fim, para mim, teria que ser como as séries..rss

Que Rei Sou Eu?, então, foi pura diversão, parecia que os atores brincavam o tempo todo, e as interpretações, fantásticas.

Se não é este Youtube, estas lembranças ficariam só em nossas mentes.

Um abraço.
Marcelo.

1

disse...

James,
Essa Dercy era impagável né?
Olha... Adorei a cena!!!
Bem mais tarde vou postar a minha cena pq ontem fiquei sem energia por aqui...
Bjos

Vanessa

2 de maio de 2010 13:02
Permalink this comment

1

disse...

James, seu blog está lindo, um dia eu terei um bonito assim! E seu post foi uma viagem na minha memória. De A escrava Isaura minha cena predileta é que os personagens de Roberto Pirilo e Norma Blum morrem queimados no incendio a mando do Rubens de Falco, que novela!

Adorei esta blogagem.

bjs

PS Meu horário está ruim para entrar no twitter mas voltarei sempre a partir do meio dia.

1

disse...

Caro blogueiro,

A vacina contra Influenza H1N1, vírus que já matou 1.632 brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil para pessoas com maior risco de desenvolver a forma grave da doença. A vacina foi testada, é segura e já foi utilizada por mais de 300 países do Hemisfério Norte. Sábado, 24, começa mais uma etapa da campanha, voltada agora para a vacinação de idosos com doenças crônicas. No entanto, a população das outras etapas - jovens de 20 a 29 anos, grávidas, crianças maiores de 6 meses a menores de 2 anos e doentes crônicos com menos de 60 anos - ainda podem procurar os postos para se vacinar.


Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

Atenciosamente,
Ministério da Saúde

1

disse...

Caro blogueiro,


A campanha de vacinação contra Influenza H1N1 foi prorrogada até 2 de junho. Gestantes, doentes crônicos, adultos de 20 a 39 anos e agora crianças de 6 meses a 5 anos devem se imunizar. A vacina contra o vírus que já matou mais de 2 mil brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil. Ela foi testada, é segura e mais de 300 milhões de pessoas já foram imunizadas com esta vacina no Hemisfério Norte.

Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

Atenciosamente,
Ministério da Saúde