Joaquim Barbosa X Gilmar Mendes-Primeiro Round?



O ministro Joaquim Barbosa diz o que muita gente sempre teve vontade de dizer e não podia.Bravo,Ministro!

11 comentários:

APPedrosa

23 de abril de 2009 09:56
Permalink this comment

1

disse...

Faço coro: bravo, ministro! Bravíssimo!

james p.

23 de abril de 2009 10:52
Permalink this comment

1

disse...

Pois é,Ana Paula,por essa o ministro Gilmar não esperava.Vamos ver os desdobramentos.Abraço.

Gui Sillva

23 de abril de 2009 22:43
Permalink this comment

1

disse...

valeu pela visita lá no gente fina.
volte mais vezes!!!

james p.

24 de abril de 2009 08:50
Permalink this comment

1

disse...

Você também,Gui,volte mais vezes.Abraço.

1

disse...

James, camarada. Acredito que são muitas as razões para que minha poesia permaneça ignorada por quase todos, conhecida por quase ninguém. A primeira razão deve-se a mim, propriamente: é que pouco me expus até agora, somente de 2008para cá resolvi dar lume ao que vinha escrevendo há já uns 16 anos; a segunda razão ainda se deve a mim, mas agora no que concerne ao estilo: talvez me vejam como carcomido, já que insisto na utilização - embora critica e conscientemente - de recursos cada vez mais abandonados pela poesia contemporânea; uma terceira razão é que para ser conhecido "no sul", faz-se preciso - senão ser "do sul", ir "ao sul". Não tenha dúvidas, amigo velho, de que muito do que se chama "reconhecimento literário" se deva àquilo que se chama "política literária". Lembra-se do poema de Drummond? Pois bem: acredito que estou fadado a ser um "poeta municipal", ou um "poeta estadual",quando muito. Mas isso não me entristece: importante é que eu prossiga compondo o meu "Concerto N.1nico em mim maior para palavra e orquestra" (cujo primeiro Movimento sairá em breve - e claro que enviarei um exemplar para você), e cultivando amizades como a sua. Abraços tigelíricos.

james p.

24 de abril de 2009 19:52
Permalink this comment

1

disse...

Caro poeta,embora concorde com vc no que concerne à política literária,nada tira o brilho da sua poesia,que quando chamo de alta,digo isso porque não tem nada a ver com muita coisa que se faz hoje.A épica resiste.Um abração do james.

1

disse...

James, este assunto vai ser difícil de engolir. Enfim, chegou lá em cima a falta de controle, de educação da falta de ética e transparência! E da cultura!

Se os caras lá do Supremo discutem nesse nível, imagine o risco que estamos correndo diariamente na rua, no trabalho, em casa, no elevador do prédio, etc.

Putz, a coisa ta desanimadora e o LULA ainda disse sobre esse assunto, que o que aconteceu aí, foi bom para a DEMOCRACIA. Ã?????????????? Dá pra vc me explicar melhor? Se preciso for, desenhe, porque tá difícil....

bj,

con

1

disse...

Viotti, é vida!

Flor da palavra

24 de abril de 2009 22:43
Permalink this comment

1

disse...

Será que esse pequeno barraco vai parar nisso!
Beijos

james p.

25 de abril de 2009 09:12
Permalink this comment

1

disse...

Con,ontem mesmo estava conversando com alguns colegas de trabalho como hoje as pessoas parecem estar dscontraladas,destemperadas.Qualquer coisinha é motivo para bate-bocas ou coisa pior.o que faremos?
Abraço.

james p.

25 de abril de 2009 09:13
Permalink this comment

1

disse...

Flor da palavra,espero que o barraco temine por aímporque dosi juízes da corte suprema não podem enem devem prosseguir numa situação dessas.Abraço.