MAR PORTUGUÊS-Fernando Pessoa(1888-1935)



 MAR PORTUGUÊS 
Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!
Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Para mim,sem sombra de dúvida,um dos mais belos poemas da língua portuguesa,de uma beleza dolorida e perfeita.Fernando Pessoa,mais um dos grandes presentes de Portugal para o mundo.

9 comentários:

Tays Briski

9 de setembro de 2009 10:00
Permalink this comment

1

disse...

Prá mim ele é irrepreensível, um dos meus favoritos sem dúvida. Beijos de bom dia ;o)

Du

9 de setembro de 2009 10:03
Permalink this comment

1

disse...

Fernando Pessoa, grande mestre da poesia e da prosa em versos!!!

Bom dia, querido!!!

Mauri Boffil

9 de setembro de 2009 10:18
Permalink this comment

1

disse...

ele é único no que escrevia!

Carla Martins

9 de setembro de 2009 12:16
Permalink this comment

1

disse...

Fernando Pessoa é gênio, né? Adoro!

Beijos!

Paulo Braccini

9 de setembro de 2009 17:49
Permalink this comment

1

disse...

a genialidade de Pessoa não tem limites ... um SER que definitivamente não tinha a alma pequena ...

vc sempre surpreendente

bjux

;-)

Cris Caetano

9 de setembro de 2009 19:21
Permalink this comment

1

disse...

Os heróis portugueses deixam lágrimas. Isso é lindo.

Beijinhos

1

disse...

Olá James.
Obrigado pela visita! Fico feliz que tenha gostado do Blog.
Abraço.

Graça Pires

10 de setembro de 2009 08:40
Permalink this comment

1

disse...

Um poema que todos(?) sabemos de cor...
Beijos.

Rabisco

17 de setembro de 2009 20:16
Permalink this comment

1

disse...

Partilho a mesma opinião sobre Pessoa.
Em miúdo comecei a ler e reler os seus poemas...
Hoje, desdobro-me perante eles...
=)