Sobre escrever

"Eu escrevo sobre o amor e o dinheiro.O que mais existe para escrever?"(Jane Austen-1775-1817)
"A partir de certo ponto,não há volta.Esse é o ponto que se deve atingir"(Kafka-1883-1924)
"Não gosto de escritores que ignoram o elemento estranheza que se introduziu na vida contemporânea a partir da bomba atômica"(Susan Sontag-1933-2004)

7 comentários:

Paulo Braccini

11 de novembro de 2010 13:32
Permalink this comment

1

disse...

tres momentos, tres reflexões, tres verdades ...

;-)

FOXX

11 de novembro de 2010 16:50
Permalink this comment

1

disse...

amor existe? nunca fui apresentado.

Serginho Tavares

11 de novembro de 2010 17:34
Permalink this comment

1

disse...

cada momento melhor que o outro

Cris Caetano

11 de novembro de 2010 18:15
Permalink this comment

1

disse...

Perfeito... :)

Beijinhos

Luciano A.Santos

12 de novembro de 2010 09:03
Permalink this comment

1

disse...

Susan Sontag, como sempre, tocou "no ponto".

Abraço.

Cristiano Melo

12 de novembro de 2010 18:07
Permalink this comment

1

disse...

Escrever sobre escrever é quase indecifrável quanto a palavra Amor.

Com tantos e nenhum sentido, mais do que explicável: um sentimento em ação!

abração

Cirilo Vargas

14 de novembro de 2010 07:57
Permalink this comment

1

disse...

Infelizmente, são pouquíssimos os que atingem o 'ponto sem volta'. Um abraço.